Immanuel Kant
(1724 - 1804)

Weltphilosoph und Weltbürger

Nythamar de Oliveira

Plataforma Moodle PUCRS

Juntamente com René Descartes e David Hume, Immanuel Kant é considerado um dos maiores filósofos da modernidade. Com efeito, assim como Platão e Aristóteles balizaram todo o desenvolvimento da filosofia clássica e medieval, a monumental obra do filósofo prussiano está na origem das grandes correntes modernas e contemporâneas, desde Hegel, Schopenhauer, Nietzsche e Marx até Frege, Husserl, Wittgenstein, Heidegger, Rawls e Habermas. Como Harold Bloom pôde falar com justeza da obra de William Shakespeare enquanto matriz da literatura moderna, creio ser possível asserir, com sobriedade e imparcialidade, que encontra-se em Kant a conditio sine qua non para entendermos todos os mais importantes desdobramentos da filosofia moderna e contemporânea, desde o idealismo alemão, as reformulações do racionalismo cartesiano e do empirismo britânico, até a emergência da filosofia analítica, da fenomenologia e da hermenêutica no século XX. Ademais, a meticulosa integração de sua filosofia teórica e de sua filosofia prática, assim como de sua filosofia da arte, da história, do direito e da religião, em seu projeto de uma filosofia cosmopolita faz de Kant o grande modelo de "filósofo e cidadão do mundo". ("Weltphilosoph und Weltbürger")

Seminário de Filosofia Moderna (2016/1):

Seguindo a ementa da disciplina, neste seminário procederemos à leitura, interpretação e explicação de obras filosóficas clássicas do período moderno. Em se tratando de um dos maiores filósofos de todos os tempos, decidimos nos concentrar na trilogia kantiana. Trata-se também de prestar homenagem ao mais importante estudioso e tradutor de Kant no Brasil, o professor e amigo Valerio Rohden, falecido em 2010.

KANT, Immanuel. Crítica da razão pura. Trad. Valerio Rohden e Udo Moosburger. Coleção "Os Pensadores". São Paulo: Abril Cultural, 1983.
Versão online (eBookLibris)

K.r.V. Versão em PDF da Trad. Morujão, Gulbenkian

KANT, Immanuel. Crítica da Razão Prática. Trad. com Introdução e Notas de Valério Rohden Baseada na Edição Original de 1788. São Paulo: Martins Fontes, 2002.
K.p.V. Versão pdf para download (eBooks)
G.M.S. Fundamentação da Metafísica dos Costumes (em PDF)

KANT, Immanuel. Crítica da Faculdade do Juízo. Tradução de Valerio Rohden e Antônio Marques. 2ª edição. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002.

Aesthetics, Ethics, and the Role of Teleology in the Third Critique

K.U. Versão para download (pdf)

CRONOGRAMA DE LEITURAS - Encontro Presencial (P) / Virtual (V) :

4.03 : Introdução à Filosofia Crítica de Immanuel Kant (P)

11.03 : A Unidade das Três Críticas de Immanuel Kant / Crítica da Razão Pura (KrV): Prefácios e Introdução (P)

18.03 : Kant, "Resposta à Questão 'O que é Esclarecimento?'" Chat (V)

25.03 : Páscoa (Não temos aula)

1.04 : Crítica da Razão Pura (KrV): Prefácio e Introdução; Discussão dos posts "Responder ao post no Chat / Forum" (P)

8.04 : Estética Transcendental (P)

15.04 : Estética Transcendental; Responder ao post no Forum (V)

22.04 : Lógica Transcendental; Analítica Transcendental (1) (P)

29.04 : Analítica Transcendental (2); Responder ao post no Forum (V)

6.05 : 1a. avaliação escrita (prova objetiva) (P)

13.05 : Analítica Transcendental (3); Responder ao post no Forum (V)

20.05 : Dialética Transcendental (1) (P)

27.05 : Dialética Transcendental (2) (P)

3.06 : Dialética Transcendental (3) / Responder ao post no Forum (V)

10.06 : Fundamentação da Metafísica dos Costumes / Crítica da Razão Prática (KpV) (P)

17.06 : Crítica da Razão Prática (KpV) (2) (P)

24.06 : 2a. Avaliação escrita / Recuperação (P)

1.07 : G2 / Prova Final (P)

Breve Cronologia de Immanuel Kant:


1724: Nasce aos 22 de abril em Königsberg (Prússia, atual Kaliningrad, Rússia)

1740: Ingressa na Albertus-Universität, Königsberg

1746: Inicia como Hauslehrer na Prússia

1746: Primeira publicação: Gedanken von der wahren Schätzung der lebendigen Kräfte

1755: Privatdozent

1770: ordentlicher Professor de Lógica e Metafísica em Königsberg; publicação da dissertação ”de mundi sensibilis atque intelligibilis”, que marca o início do período crítico ou da sua Filosofia Transcendental

1780: Membro do Senado da Universidade

1781: Kritik der reinen Vernunft (A, primeira edição)

1785: Grundlegung zur Metaphysik der Sitten

1786: Membro da Berliner Akademie der Wissenschaften

1787: Kritik der reinen Vernunft (B, segunda edição)

1788: Kritik der praktischen Vernunft

1790: Kritik der Urteilskraft

1793: Die Religion innerhalb der Grenzen der bloßen Vernunft

1797: Die Metaphysik der Sitten

1798: Der Streit der Facultäten; última publicação: Anthropologie in pragmatischer Hinsicht

1804: Morre aos 12 de fevereiro, sem nunca ter saído de sua pequena cidade natal.

Visite outros links relacionados:

I. Kant, "Resposta à Questão 'O que é Esclarecimento?'" (1783), Trad. L.P. Rouanet

Kant - Projekt Gutenberg

Comentários às obras de Kant: Crítica da Razão Pura. Joel Thiago Klein, Org.Florianópolis: NEFIPO, 2012

Kants Rechtslehre (auf Deutsch)

Kants Grundlegung (auf Deutsch)

Seminário de Teoria Crítica

Seminário de Neurofilosofia (Neurophilosophy Seminar)

Seminário de Teologia Filosófica

World Religions and Globalization (U Toledo)

"Rawls's Normative Conception of the Person: A Kantian Reinterpretation"

"Kant, Hegel e a Fundamentação Normativa da Ética"





Luiz Paulo Rouanet sobre Kant & Esclarecimento

Blog do Prof. Daniel Omar Perez

Wikipedia sobre Kant (Português)

Wikipedia entry on KrV (English)

Kritik der reinen Vernunft (A, 1781)

Commentary on KrV (English)

Wikipedia sobre a KrV (português)

Wikipedia sobre la KrV (español)

Dissertação de mestrado sobre Est. Transc. e Strawson, José Mariano Nobre (UFRN)

Comentário sobre a Est. Transcend. online

Wikipedia on Kant (English)

Stanford Encyclopedia of Philosophy entry on Kant

North American Kant Society

Allen Wood’s Page

Thomas Teo on Kant and Racism

Kant on the Web - Stephen Palmquist (contém várias versões da Rechtslehre e outros escritos)

Kant, Rawls, and the Moral Foundations of the Political

"Ich bin ein Weltbürger"

Rawls

Habermas

Comentário sobre a Crítica da Razão Prática (em inglês)

Teste (quiz) sobre a Crítica da Razão Prática (em inglês)

E. Tugendhat: Conférences sur l’éthique (em francês)

Mundo dos Filósofos

Sociedade Kant Brasileira

E-prints Sociedade Kant Seção Regional Campinas, SP

X. Internationaler Kant-Kongress 2005

Pesquisas Kantianas: Criticismo e Semântica

FUNDAMENTAÇÃO DA MET. dos COST.

KANT: FILOSOFIA DO DIREITO - SEMINARIO 2005/I

Descartes & Hume

HUMAN RIGHTS - DIREITOS HUMANOS

Metaética e Epistemologia Moral em Kant e Rawls (Seminário 2006/II)

Bioethics Seminar

KANT & RAWLS SEMINARIO 2003/I

KANT e HEGEL

Zeljko Loparic, "O Problema Fundamental da Semântica Jurídica de Kant"

Immanuel Kant, The Philosophy of Law (tradução para o inglês da Rechtslehre)

Kant-Jahr

Joãosinho Beckenkamp (UFPel), "O Direito como Exterioridade da Legislação Prática em Kant"

Kantian ethics

Pós-modernidade para otários (PostModernity for dummies)


[ Yahoo! ] options
Counter
See who's visiting this page. View Page Stats
See who's visiting this page.